Abstract City Lights
Baixe o seu ebook

COMO ORGANIZAR E ESCOLHER FOTOS para montar um lindo FOTOLIVRO DE VIAGEM

EBOOK ORGANIZAR FOTOS DIGITAIS.png
  • Ellen Romanelli

OCUPAÇÃO URBANA – MARCOS - O que chama a atenção de um arquiteto passeando?


Os marcos são caracterizados por Kevin Lynch em “A imagem da cidade” de maneira bem clara. Ele destaca a maneira como percebemos a cidade e suas partes constituintes. Pessoalmente, em viajem cultural a Europa, identifiquei alguns e agora compartilho dentro da perspectiva de um arquiteto passeando. Confira!

Fontana di Trevi - Roma - pedido especial

Diário de viajem: vigésimo segundo dia: Acordei com um resfriado horroroso, o corpo dolorido de andar até tarde ontem à noite pelas ruas perto do Coliseu, estava frio, mas tudo que eu queria era experimentar a cidade a noite. Pela manhã, sem nada especial agendado para fazer, escolhi retornar ao Panteão com a minha mãe, para almoçar ali em frente. Tudo que eu pensava no almoço, ainda era como tantos detalhes e história podem não ser entendidos, como tantos símbolos podem não ser estudados, como tanta vida pode não ser experimentada. Claro, grandes edificações históricas são marcos das cidades para os turistas as visitando, e quase tudo ao meu olhar é memorável, mas ainda transborda no meu olhar os pequenos e referenciais pontos que direcionam a visão local para a maioria das pessoas que circula pela cidade.

Logo depois do almoço, fui fazer meu pedido na Fontana di Trevi, esperança e um pouco de tradição regional não fazem mal a ninguém né!

Abaixo, as esculturas, homenagens a grandes personalidades locais, que tem destaque em praças, sempre são lembradas ao indicar um caminho para onde se deseja ir.

marcos em Roma - história viva

Definindo ... Marcos

“São elementos pontuais nos quais o observador não entra. Podem ser de diversas escalas, tais como torres, domos, edifícios, esculturas, etc.

Sua principal característica é a singularidade, algum aspecto que é único ou memorável no contexto. Isso pode ser alcançado de duas maneiras: sendo visto a partir de muitos lugares, ou estabelecendo um contraste local com os elementos mais próximos. ”

“Parecem ser mais usados pelas pessoas mais acostumadas à cidade, especialmente aqueles marcos menos proeminentes, menores, mais comuns. À medida que as pessoas se tornam mais conhecedoras da cidade, estas passam a se basear em elementos diferenciados, ao invés de se guiar pelas semelhanças, utilizando-se de pequenos elementos referenciais. ”